mafiadoherrera:

Quantos vão ter a oportunidade de te dizer de qualquer maneira tudo o que eu desejei com todas as minhas forças durante todo o ano? Quantos vão poder te dar um abraço meio de qualquer jeito enquanto eu espero a quase dez por essa chance? A chance de poder te dar um abraço desses que mata todas as saudades e todas as angústias, e que lava a alma. Desses abraços de aniversário que só quem se importa (mais do que) o suficiente é capaz de dar. Queria poder estar na tua frente agora, talvez dividindo uma cerveja ou qualquer coisa alcoólica que estivesse por perto, escutando uma piada sem graça que me daria a oportunidade de te responder de um jeito que te deixaria vermelho de vergonha imediatamente… Talvez reclamando de algum jogo que o Barcelona tenha perdido ou tentando entender porque você gritava “Viva los Pumas”, e não os seguia no Twitter até pouco tempo atrás. Queria poder estar te olhando nos olhos e vendo o brilho de gratidão, da forma que só eles conseguem brilhar. Queria ouvir teu “gracias” depois de um discurso que eu treinei durante meses, que provavelmente te deixaria sem fala. Queria poder simplesmente estar aí com você. Não importa como, em que situação. O importante seria simplesmente o momento e a chance de te fazer sorrir ou brigar comigo por cobrar muito sobre algo que eu não tenho que me meter, mas que eu me meto por te considerar demais, por te considerar tão importante quanto qualquer pessoa da minha família ou amigos mais proximos. Queria só a oportunidade de te dizer que você fica mil vezes melhor com o cabelo maior e de barba, e que ninguém resiste quando você está de óculos escuros e com cara de mal. Talvez que você precise falar mais de cozinha do que de futebol, e que você não tem limite nenhum. Queria estar contigo de qualquer jeito, e sei que de qualquer forma eu estou. Pode não ser fisicamente, mas estou em alma e pensamento, porque hoje vai ser difícil alguém roubar o seu dia. Que você viva mais 500 dias como esse! Feliz aniversário!

(@imaloks / @fcahbrasil)


Quantos vão ter a oportunidade de te dizer de qualquer maneira tudo o que eu desejei com todas as minhas forças durante todo o ano? Quantos vão poder te dar um abraço meio de qualquer jeito enquanto eu espero a quase dez por essa chance? A chance de poder te dar um abraço desses que mata todas as saudades e todas as angústias, e que lava a alma. Desses abraços de aniversário que só quem se importa (mais do que) o suficiente é capaz de dar. Queria poder estar na tua frente agora, talvez dividindo uma cerveja ou qualquer coisa alcoólica que estivesse por perto, escutando uma piada sem graça que me daria a oportunidade de te responder de um jeito que te deixaria vermelho de vergonha imediatamente… Talvez reclamando de algum jogo que o Barcelona tenha perdido ou tentando entender porque você gritava “Viva los Pumas”, e não os seguia no Twitter até pouco tempo atrás. Queria poder estar te olhando nos olhos e vendo o brilho de gratidão, da forma que só eles conseguem brilhar. Queria ouvir teu “gracias” depois de um discurso que eu treinei durante meses, que provavelmente te deixaria sem fala. Queria poder simplesmente estar aí com você. Não importa como, em que situação. O importante seria simplesmente o momento e a chance de te fazer sorrir ou brigar comigo por cobrar muito sobre algo que eu não tenho que me meter, mas que eu me meto por te considerar demais, por te considerar tão importante quanto qualquer pessoa da minha família ou amigos mais proximos. Queria só a oportunidade de te dizer que você fica mil vezes melhor com o cabelo maior e de barba, e que ninguém resiste quando você está de óculos escuros e com cara de mal. Talvez que você precise falar mais de cozinha do que de futebol, e que você não tem limite nenhum. Queria estar contigo de qualquer jeito, e sei que de qualquer forma eu estou. Pode não ser fisicamente, mas estou em alma e pensamento, porque hoje vai ser difícil alguém roubar o seu dia. Que você viva mais 500 dias como esse! Feliz aniversário!

(@imaloks / @fcahbrasil)


“Quando um impulso é sincero e vem do coração, devemos reconhecer. Aí está a magia, o amor verdadeiro nos fará sentir que dando um salto tocaremos a lua.” – Mia Colucci



100 photos of Alfonso Herrera - 29/100




si ama hasta con rabia, como si fuera un carma… si ama sin pensarlo por que el amor és celestial



DIA 11 - Uma foto em Rebelde.


©THEME